Campanha Vigilantes de Sharn

Quatro aventureiros com os seguintes backgrounds:

Kadrak escapou da ala corrupta da igreja da Chama Prateada em Thrane, junto com um amigo seu que não vê a muito tempo.
Por ter ouvido a Voz na Chama Kadrak acredita que a Chama Prateada na verdade é maligna, apenas apresentando uma fachada de bondade.
Tendo feito essa “descoberta” Kadrak fugiu para Sharn, onde poderia se ocultar na maior cidade do continente, além de ter captado, durante a fuga, fragmentos de algum grande plano envolvendo Sharn.
Lou Lancaster era um jovem e talentoso inquisitivo da Chama Prateada que já estava tendo algumas dúvidas sobre seu papel na igreja e, mais do que isso, sobre a idoneidade da igreja em si.
Ele ajudou Kadrak a descobrir a “verdade” sobre a Chama.
Gabriel é da cidade de Sharn, ganha a vida como uma bartender em tavernas a noite, onde prepara bebidas e faz apresentações de dança erótica.
Durante o dia aproveita pra descansar, tendo sua vida noturna bem ativa. Com isso tomou gosto pelas sombras e se sente mais confortável nelas. Seu pai lhe ensinou a manusear armas, mas como nunca teve muito dinheiro sempre usou armas leves, e hoje carrega uma rapier e um light crossbow, que usa pra caçar de vez em quando.
Acabou conseguindo um emprego melhor do que fazer Lap Dance para os frequentadores da Taverna onde trabalhava ao conhecer Lou Lancaster, que lhe convidou para participar da SPIRE (Sharn private investigation and risk elimination), comandada por Michael Mallory, ex-integrante do alto escalão da guarda de Sharn.
Kadrak inicialmente ao chegar em Sharn tentou entrar na universidade mas ainda não teve sucesso e sempre que possível se aventura com seus companheiros nas investigações mais importantes da SPIRE.

Vigilantes de Sharn

CarlosSouza Kadrak